Aiatolá emite decreto contra acordo entre Iraque e EUA

Um influente clérigo xiita iraquiano que vive no Irã publicou hoje um decreto religioso - chamado fatwa - contra o acordo de segurança entre o Iraque e os Estados Unidos, que permitirá que as tropas americanas fiquem no país do Oriente Médio até 2012. O aiatolá Kazim al-Hosseini al-Haeri chamou o acordo entre Washington e Bagdá como "haram" - o que em árabe significa "proibido" pelo Islã - e disse que o pacto é "um pecado que Deus não perdoará".Al-Haeri, que vive na cidade iraniana de Qom, um centro do xiismo mundial, nasceu no Irã, mas tem nacionalidade iraquiana. Acredita-se que ele seja o mentor do clérigo radical iraquiano Muqtada al-Sadr, que é contrário ao pacto. O fatwa foi postado hoje no website de Al-Haeri. Ele afirma que os EUA estão pressionado o governo iraquiano a assinar o tratado, que trará "humilhação e sacrifícios à soberania nacional do Iraque".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.