AIEA faz alerta a programa nuclear da Coreia do Norte

O diretor da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Yukiya Amano, disse nesta segunda-feira que o programa nuclear da Coreia do Norte é "motivo de grande preocupação" para a entidade. Amano afirmou que o regime comunista não permitiu que o braço da Organização das Nações Unidas (ONU) sediado em Viena "adote salvaguardas e impulsione as gestões para a retomada das negociações entre seis nações o mais rápido possível".

AE-AP, Agência Estado

20 de setembro de 2010 | 09h42

A Coreia do Norte abandonou no ano passado os contatos para a retomada das negociações sobre seu programa nuclear, em protesto pelas críticas internacionais recebidas após testar um míssil de longo alcance. Amano falou no início da Conferência Geral da AIEA. Ele pediu também que Irã e Síria cumpram todos os pedidos e exigências do organismo das Nações Unidas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.