Air Algerie diz que avião desaparecido caiu no Mali

A companhia aérea Air Algerie afirmou nesta quinta-feira que um avião da empresa com 116 pessoas a bordo, caiu no Mali quando ia de Burkina Faso para Argel, capital da Argélia.

Agência Estado

24 de julho de 2014 | 12h21

A aeronave havia desaparecido do radar na madrugada desta quinta-feira quando sobrevoava o norte do Mali, após o relato de fortes chuvas na região, segundo a proprietária da aeronave e autoridades dos governos da França e de Burkina Faso. Segundo a Air Algerie, o avião caiu em Tilemsi, no Mali, a cerca de 110 quilômetros da cidade de Gao.

Uma autoridade da aviação civil argelina disse, em entrevista a emissora de televisão Ennahar, que a aeronave passou pelo espaço aéreo do Níger antes de cair.

Os serviços de controle de voo perderam contato com o Boeing MD-83 cerca de 50 minutos depois da decolagem em Ouagadougou, capital de Burkina Faso, a 1h55 GMT (22h55 de quarta-feira, em Brasília), informou a agência oficial de notícias argelina, a APS.

A lista de passageiros inclui 51 franceses, 27 cidadãos de Burkina Faso, oito libaneses, seis argelinos, cinco canadenses, quatro alemães, dois luxemburguenses, um suíço, um belga, um egípcio, um ucraniano, um nigeriano, um camaronês e um malaio, informou o ministro dos Transportes de Burkina Faso, Jean Bertin Ouedraogo. Os seis tripulantes eram espanhóis, segundo o sindicato de pilotos da Espanha.

O avião enviou sua última mensagem por volta da 1h30 GMT (22h30 de quarta-feira, em Brasília), pedindo aos controladores de tráfego no Níger para mudar a rota, por causa de fortes chuvas na região, disse Ouedraogo.

O ministro dos Transportes francês, Frederic Cuvillier, afirmou que o avião desapareceu sobre o norte do Mali. Ele falou do centro de gerenciamento de crises estabelecido pelo Ministério de Relações Exteriores da França.

Mas o primeiro-ministro da Argélia, Abdelmalek Sellal, disse na televisão argelina que 10 minutos antes do desaparecimento a aeronave perdeu contato com os controladores aéreos de Gao, cidade essencialmente sob o controle do governo do Mali, embora tenha havido persistente violência separatista no local.

O voo 5017 da Air Algerie era operado pela empresa aérea espanhola Swiftair, disse a companhia em comunicado.

A rota do avião entre Ouagadougou para Argel não estava clara. Ouagadougou fica praticamente numa Lina reta ao sul de Argel, passando pelo Mali, onde há confrontos com rebeldes no norte.

A Swiftair, uma empresa privada espanhola, disse que o avião levava 110 passageiros e seis tripulantes e saiu de Burkina Faso com destino a Argélia a 1h17 GMT (220h17 de quarta-feira em Brasília), mas não chegou ao destino, o que deveria ter acontecido às 5h10 GMT (2h10, de Brasília). Fonte: Associated Press e Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
ArgéliaaviãoAir AlgeriequedaMali

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.