Airbus deixará de fabricar A-310 em meados de 2007

A companhia Airbus já tinha previsto deixar de fabricar o A-310 antes do acidente ocorrido na madrugada deste domingo na cidade russa de Irkutsk, em que pelo menos 124 pessoas morreram. Segundo a agência RIA Novosti, que cita um comunicado do fabricante europeu de aviões, a companhia fabricará estes aparelhos só até julho do ano que vem. Os aviões começaram a ser fabricados em 1983.O A-310, que conta com capacidade para 220 ocupantes, é uma versão modernizada do A-300, o primeiro modelo da Airbus. Atualmente, há 229 Airbus desta classe em operação, usados por 39 companhias aéreas.O avião acidentado, fabricado em 1987 para a companhia norte-americana Pan American, atingiu 52 mil horas de vôo no final de junho deste ano. A companhia Sibir, a segunda companhia aérea da Rússia, conta com dez Airbus em sua frota de aviões.O acidente mais grave sofrido nos últimos anos por este modelo ocorreu em janeiro de 2000, quando um A-310 da linha aérea Kenya Airways caiu no oceano Atlântico pouco depois de partir de Abidjan (Costa do Marfim), com 169 passageiros e dez tripulantes a bordo. Dez pessoas sobreviveram.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.