Ajuda humanitária chega à ilha atingida por ciclone

Os primeiros socorros finalmente chegaram hoje à Tikopia, oito dias depois da passagem do violento ciclone Zoe que assolou esta pequena ilha do Pacífico. Situada a 1.000 quilômetros de Honiara, capital das Ilhas Salomão, Tikopia ficou isolada do mundo pela ação do ciclone, que provocou grandes prejuízos materiais. Os ventos atingiram velocidades superiores a 300 quilômetros por hora na ilha, mas não houve vítimas entre a população.O primeiro navio levou alimentos, água e medicamentos para os 1.300 habitantes de Tikopia. O diretor-geral-adjunto da organização humanitária australiana AusAID, Alan March, disse que a embarcação deverá seguir depois para a pequena ilha de Anuta, de onde não há notícias há oito dias sobre os seus habitantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.