Ajudante de cozinha francês estuprou mais de 40

Um ajudante de cozinha de um instituto hortícola francês reconheceu nesta sexta-feira à polícia ter estuprado ou agredido mais de 40 meninas com menos de 15 anos durante os últimos 12 anos, informou o procurador de Evreaux (norte do país), Jean Berkani.O homem, que tem 42 anos e um filho pequeno, estava preso desde o verão de 2004 devido a uma investigação judicial aberta sobre estupros ou agressões sexuais sofridas por seis meninas do instituto de Evreaux. A investigação determinou que o ajudante abusou sexualmente de 35 meninas, o que ele reconheceu hoje ao ser perguntado, e ainda deu o nome de outras vítimas, o que eleva para mais de quarenta o número de menores que sofreram abusos.O procurador teme que o número de meninas agredidas seja ainda maior, por isso a investigação vai continuar. Um segundo juiz será designado para instruir o caso dos abusos sexuais, cometidos entre 1990 e 2002, e que aconteciam no instituto, na casa ou no carro do ajudante de cozinha.O homem, que pode ser condenado a até 20 anos de prisão, comprava o silêncio das menores com presentes, como CDs, DVDs ou MP3 players.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.