AL está pronta para assumir luta contra o terrorismo, diz Lagos

O líder das 19 nações que compõem o Grupo do Rio disse hoje que as nações latino-americanas estão dispostas a assumir seu papel na luta contra o terrorismo. "Nossa intenção é mostrar que os EUA não estão sozinhos, que essa luta é algo que todos compartilhamos", disse o presidente do Chile, Ricardo Lagos, em visita à União Européia. "Todos os governos que acreditam em direitos humanos e na democracia vão lutar contra esses setores que se utilizam do terrorismo." Lagos disse que conversou com outros líderes do Grupo do Rio para discutir qual será a resposta da região aos ataques nos EUA. "Nós estamos cientes que temos diante de nós novas prioridades e que temos de encontrar maneiras de lutar contra o terrorismo e coordenar ações. A América Latina está pronta a assumir seu papel."É muito cedo para avaliar o impacto da crise na economia global, diz Lagos. "Eu não acho que se pode dizer que a crise nos EUA resultará em problemas econômicos e em desaceleração econômica". O Grupo do Rio reúne Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, Guatemala, México, Guianas, Nicarágua, República Dominicana, El Salvador, Honduras, Panamá, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.