Naseem Zeitoon/Reuters
Naseem Zeitoon/Reuters

Al-Jazeera diz ser alvo de ataque hacker 

Investida à rede de comunicação ocorre em meio ao aumento da tensão no mundo árabe, depois de a coalizão liderada pela Arábia Saudita ter rompido relações diplomáticas com o Catar

O Estado de S.Paulo

08 de junho de 2017 | 15h37
Atualizado 08 de junho de 2017 | 16h07

DOHA - A AL-Jazeera, principal emissora jornalística do Catar, alegou nesta quinta-feira, 8, que está sendo alvo de um "contínuo e sistemático" ataque hacker em seus website e canais digitais. De acordo com a TV, as plataformas não foram seriamente comprometidas.    

O ataque à Al-Jazeera ocorre em meio ao aumento da tensão no mundo árabe, depois de a coalizão liderada pela Arábia Saudita ter rompido relações diplomáticas com o Catar, alegando que o governo instalado em Doha apoia terroristas internacionais. Como consequência, a Arábia Saudita fechou na segunda-feira os escritórios da Al-Jazeera no país.

Nos últimos meses, a Al-Jazeera adotou uma postura mais crítica em relação às ditaduras muçulmanas nos países árabes. A organização Repórteres sem Fronteiras (RSF) condenou o fechamento em Riad e afirmou que a emissora é "vítima colateral" da campanha diplomática contra Doha.

"A rede de comunicação Al-Jazeera está sofrendo neste momento um ciberataque contra todos os seus sistemas, sites da internet e plataforma nas redes sociais", reportou a emissora no Twitter.  

O ataque informático também foi confirmado por uma fonte da emissora. "Há uma tentativa (de pirataria) e tentamos lutar contra ele", declarou uma fonte que pediu para ter sua identidade preservada.

Fundada há mais de 20 anos pelo governo do Catar, a Al-Jazeera tem mais de 80 escritórios em todo o mundo e noticia em vários idiomas. A emissora deu grande ressonância aos movimentos da Primavera Árabe. / AP e AFP 

Tudo o que sabemos sobre:
DOHACatarArábia Saudita

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.