Al-Jazeera exibe vídeo de reféns coreanos do Taleban

Sem áudio, imagens mostram reféns encapuzados, em sua maioria mulheres, em um quarto escuro

Inal Ersan, Reuters

30 Julho 2007 | 16h50

A Al-Jazeera transmitiu nesta segunda-feira, 30, um vídeo mostrando vários reféns sul-coreanos mantidos por militantes do Taleban, que já anunciaram a morte de dois dos reféns 23 coreanos capturados.   Veja Também Assista ao vídeo Taleban executa segundo refém sul-coreano Taleban estende prazo para libertação   Pelo menos sete mulheres aparecem no vídeo, com a cabeça coberta. Quatro estão sentadas no chão e o resto está em pé, ao lado de homens em trajes típicos afegãos, aparentemente militantes. Todas parecem ilesas.   O rosto de um oriental, também com trajes afegãos, é mostrado, mas não está claro se trata-se de um refém ou de um insurgente.   O vídeo é instável e curto, aparentemente gravado por um amador num quarto em penumbra. Os reféns não aparecem falando, e a Al-Jazeera não transmitiu o áudio original. Em seu noticiário, a emissora afirmou, sem entrar em detalhes, que obteve o material "de uma fonte de fora do Afeganistão".   Horas antes, um porta-voz do Taleban disse que os seqüestradores haviam matado a tiros um sul-coreano porque o governo afegão não estava ouvindo as exigências dos rebeldes para a libertação de prisioneiros do grupo. O Taleban capturou os 23 missionários cristãos coreanos - entre eles 18 mulheres - há 11 dias. O grupo estava em um ônibus na principal rodovia ao sul de Cabul, na localidade de Ghazni. O líder do grupo foi morto na quarta-feira, após o fim de um prazo dado pelos rebeldes.   O porta-voz disse que o Taleban vai matar mais reféns caso Cabul ignore suas exigências pela libertação dos presos. Não houve um novo prazo, entretanto.Alterado às 17h10

Mais conteúdo sobre:
AfeganistãoCoréia do Sul

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.