Al-Jazira diz que mais um jornalista foi seqüestrado no Iraque

Um jornalista franco-americano e seu intérprete iraquiano desapareceram sexta-feira em Nassíria, no sul do Iraque (a 320 km de Bagdá). A TV árabe Al-Jazira disse que foram seqüestrados, mas a informação não foi confirmada pelas autoridades locais.O jornalista Micah Garen é diretor da empresa norte-americana Four Corners Media e coletava informações sobre a atuação dos soldados norte-americanos na guerra. O intérprete foi identificado como Amir Doushi.As forças militares italianas em Nassíria e a embaixada norte-americana em Bagdá disseram não ter informações sobre o seqüestro. A embaixada francesa ainda não emitiu comentários.Na sexta-feira, militantes da cidade de Basra, também no sul do país, seqüestraram o jornalista britânico James Brandon, de 23 anos. Após ameaças de morte, ele foi solto a pedido do radical xiita Muqtada al-Sadr.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.