Al-Jazira diz que refém britânica foi morta no Iraque

A rede de TV árabe Al-Jazira informa ter recebido um vídeo que exibe o assassinato da britânica Margaret Hassan, diretora da agência humanitária Care, seqüestrada no Iraque. Segundo a emissora, o vídeo mostra uma mulher com os olhos vendados sendo morta com um tiro na cabeça. "Nós podemos confirmar que existe uma fita que parece mostrar o assassinato de Margaret. Provavelmente é genuíno", disse um porta-voz da Embaixada da Grã-Bretanha em Bagdá.Se confirmado, trata-se da primeira refém mulher estrangeira executada pelos rebeldes. Jihad Ballout, porta-voz da Al-Jazira, informou que a emissora recebeu a gravação dias atrás, mas não estava certa de sua autenticidade, por isso pediu que diplomatas britânicos fossem até sua sede em Doha, olhar a fita. A emissora não transmtirá o vídeo.O chanceler brtânico Jack Straw disse que as imagens mostram que Hassan "provavelmente foi assassinada, mas não podemos concluir isso com certeza".Horas antes, a família de Hassan havia emitido uma nota na qual afirmava crer que ela estava morta. Segundo o texto divulgado pela chancelaria britânica, os quatro irmãos de Hassan dizem que "nossos corações estão quebrados". "Mantivemos a esperança ao máximo, mas agora temos de aceitar que Margaret provavelmente partiu e seu sofrimento acabou".Em um apelo emocionado exibido pela Al-Jazira, o marido de Hassan, Tahseen Ali Hassan, disse ter ouvido falar do vídeo, mas não saber se as imagens são autênticas."Apelo para os que levaram minha mulher, que me digam o que fizeram com ela... Quero minha mulher, morta ou viva. Se ela está morta, por favor, deixem-me saber onde está, para que eu possa enterrá-la em paz", disse, chorando.Margaret Hassan, de 59 anos, foi seqüestrada em Bagdá no dia 19 de outubro. Ela vivia no Iraque há 30 anos, onde trabalhava ajudando crianças carentes. Havia protestado contra as sanções da ONU impostas ao Iraque e a invasão do país pelos EUA. Seu marido é iraquiano. ASSASSINATOS NO IRAQUEJá são 35 os reféns mortos desde abrilNomeNacionalidadeDataMargaret HassanReino Unido16 de novembroDois macedôniosMacedônia18 de outubroRamazan ElbuTurquia14 de outubroKenneth BigleyReino Unido08 de outubroJack HensleyEUA22 de setembroAka BesirTurquia21 de setembroEugene ArmstrongEUA20 de setembroDurmus KumdereliTurquia13 de setembroNasser YumaEgito05 de setembro12 operáriosNepal31 de agostoEnzo BaldoniItália24 de agostoMohammed MutawalliEgito10 de agostoOsman AlisanTurquia5 de agostoMurat YuceTurquia2 de agostoSaijad NaeemPaquistão28 de julhoRaja Azad KhanPaquistão28 de julho Ivaylo KepovBulgária13 de julhoGeorgi LazovBulgária13 de julhoKeith Matthew MaupinEUA28 de junhoKim Sun-ilCoréia do Sul22 de junhoHussein Ali AlyanLíbano12 de junhoNick BergEUA11 de maioFabrizio QuattrocchiItália14 de abril

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.