Al-Qaeda ameaça novos ataques contra a Dinamarca

A rede terrorista Al-Qaeda divulgou hoje um vídeo de um comandante do grupo - que foi objeto de rumores de que teria sido assassinado no Paquistão em julho - ameaçando novos ataques contra a Dinamarca, que irão se somar ao de um homem-bomba que atacou a embaixada dinamarquesa em Islamabad, no Paquistão, de acordo com o grupo SITE, que monitora websites islâmicos. "Nós alertamos previamente - e alertamos agora mais uma vez - os Estados cruzados que insultam, zombam e difamam nosso Profeta e o Alcorão em sua imprensa e ocupam nossas terras, roubam nosso tesouro e matam nossos irmãos. Nós vamos nos vingar no momento e lugar apropriados", afirmou Mustafá Abu al-Yazid no vídeo, segundo o SITE.O ataque à embaixada dinamarquesa, ocorrido em junho, matou seis paquistaneses e aconteceu como uma retaliação do mundo muçulmano aos desenhos do Profeta Maomé publicados em jornais dinamarqueses em 2005. Alguns relatos recentes informavam que Yazid havia sido morto em julho, durante um ataque aéreo a um esconderijo em uma região tribal do Paquistão, na divisa com o Afeganistão, mas a identidade do militante morto não foi confirmada. Yazid, um comandante egípcio da Al-Qaeda com base no Afeganistão, foi identificado pela Comissão do 11 de setembro como o diretor-financeiro da rede terrorista.O norte-americano SITE afirmou que o vídeo, revelado pela Al-Sahab, o braço de comunicação da Al-Qaeda, mostra o homem-bomba saudita que faria o ataque à embaixada e também uma animação do ataque. "Como minha mensagem final para os adoradores da cruz na Dinamarca, eu digo a eles (...) que essa não é a primeira nem a última retaliação", disse Yazid no vídeo. "Se Alá quiser, nós vamos eliminar vocês da superfície da terra". O SITE afirmou que a data de gravação do vídeo é desconhecida. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.