Al-Qaeda ameaça seqüestrar e matar príncipe Harry

A rede terrorista Al-Qaeda, liderada pelo milionário saudita Osama Bin Laden, ameaça seqüestrar e mesmo matar o príncipe Harry, o qual será mandado para o Iraque em maio como líder de uma tropa inglesa.De acordo com o jornal britânico The Sun, as ameaças a Harry, de 22 anos e terceiro na linha sucessória do trono inglês, foram publicadas em diversos sites de extremistas na internet, alguns dos quais pertencentes a grupos desconhecidos, mas outros já utilizados para reivindicar atentados no Iraque.Concretamente, os terroristas prometem seqüestrar o filho mais novo do príncipe Charles e Diana. Apesar de ainda não ter partido para o Iraque, o príncipe já está na "mira" dos terroristas, sendo um dos principais alvos a abater pelos guerrilheiros, de acordo com o teor das mensagens.?O príncipe Harry será enviado para o Iraque para ser morto por muçulmanos?, afirma uma das mensagens. ?Que Alá dê a ele o que merece - assim como aos seus colegas ´cruzados´?, diz outra.O príncipe, comandante de uma unidade de 12 homens dos esquadrões do Household Calvary Regiment, receberá, ainda esta semana, um treino especial anti-seqüestro. Os exercícios, que simularão ?raptores inimigos armados? com soldados como reféns - inclusive o próprio Harry -, incluirão o uso de gás lacrimogêneo e de granadas.A insistência de Harry convenceu os comandantes do Exército britânico a aceitarem o integrar em um dos contingentes enviados para o Iraque. Harry disse que não queria ficar de fora enquanto os companheiros da Academia de Sandhurst arriscavam a vida no Iraque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.