Al-Qaeda assume autoria de atentado contra rebeldes xiitas no Iêmen

Ataque da sexta-feira deixou um morto e sete feridos perto da fronteira com a Arábia Saudita

Efe

29 de novembro de 2010 | 08h57

SANAA - A Organização terrorista Al-Qaeda assumiu no domingo, 28, a autoria do atentado perpetrado no último dia 26 contra rebeldes xiitas no norte do Iêmen, segundo um comunicado divulgado nas últimas horas na internet. Uma pessoa e outras sete ficaram feridas no incidente.

 

"Os mujahedins (guerreiros santos) na Península Arábica decidiram realizar esta operação suicida para defender nosso profeta (Maomé)...", disse a Al-Qaeda da Península Arábica em uma nota, que leva data da quinta-feira e que foi colocada na noite de domingo nas páginas web usadas habitualmente pelos islamitas.

 

O atentado aconteceu na localidade de Sahar (norte), situada perto da fronteira do Iêmen com a Arábia Saudita. A região é conhecida como um reduto dos rebeldes xiitas seguidores do clérigo Abdel Malek al-Huti.

 

O atentado do dia 26, o primeiro da Al-Qaeda contra os hutis, foi perpetrado por um carro-bomba conduzido por um suicida contra uma caravana na qual viajavam xiitas que se dirigiam para uma celebração religiosa.

Tudo o que sabemos sobre:
Al-QaedaIêmenterrorismoxiitas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.