Al-Qaeda captura cidade no norte da Síria

Militantes da rede extremista Al-Qaeda capturaram nesta quinta-feira uma cidade síria perto da fronteira com a Turquia. Os radicais islâmicos expulsaram de Azaz os rebeldes que combatem, com o apoio de potências ocidentais, forças do governo do presidente Bashar Assad.

AE, Agência Estado

19 Setembro 2013 | 17h37

A ofensiva dos jihadistas contra os rebeldes do Exército Livre da Síria começou na noite de ontem. Dezenas de combatentes do Exército Livre da Síria foram mortos antes de os demais baterem em retirada nesta quinta-feira. Confrontos esporádicos nas proximidades prosseguiram durante o dia, segundo apurou a Associated Press.

Os rebeldes sírios haviam tomado Azaz com o apoio dos milicianos ligados à Al-Qaeda. A captura de hoje demonstra o crescente poder dos extremistas em um momento no qual tentam expandir sua influência nas áreas atualmente em poder dos rebeldes sírios.

A captura de Azaz expõe ainda a fragmentação dos grupos armados contrários ao governo sírio, uma vez que setores rebeldes atribuem o que veem como relutância do Ocidente em apoiá-los ao fato de haver grupos de jihadistas lutando contra Damasco.

A presença de militantes da Al-Qaeda tão perto da fronteira também preocupa o governo da Turquia. A passagem de fronteira de Bab al-Salameh, a poucos quilômetros de Azaz, está fechada, segundo uma fonte na chancelaria turca. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
SíriaviolênciaAl-Qaeda

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.