Al-Qaeda convoca mais ataques contra embaixadas

O braço da Al-Qaeda no Iêmen elogiou a morte do embaixador norte-americano na Líbia e convocou a realização de mais ataques para expulsar as embaixadas dos Estados Unidos de países muçulmanos.

AE, Agência Estado

15 de setembro de 2012 | 11h50

A declaração, postada neste sábado em sites militantes islâmicos, sugere que a Al-Qaeda está tentando tirar proveito da onda de protestos no mundo islâmico contra um filme produzido nos Estados Unidos que denigre o profeta Maomé.

A Al-Qaeda na Península Arábica disse que o assassinato do embaixador Chris Stevens durante o ataque ao consulado norte-americano em Benghazi foi "o melhor exemplo" desse tipo de ataque.

O documento diz que o objetivo dos manifestantes deve ser o de "expulsar as embaixadas da América das terras dos muçulmanos" e pede aos manifestantes desses países que "ateiem fogo a essas embaixadas". As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EgitoEUAfilme

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.