Reprodução/AP
Reprodução/AP

Al-Qaeda cria desenho animado para recrutar crianças, diz site

Filme voltado para público infantil mostraria 'atos heroicos' da rede terrorista

BBC

21 de julho de 2011 | 13h48

LONDRES - Um grupo ligado à rede terrorista Al-Qaeda afirma estar produzindo um desenho animado com o objetivo de inspirar crianças a pegar em armas e participar das ações da organização.

 

Veja também:

especial As franquias da Al-Qaeda

Imagens supostamente extraídas do filme animado foram publicadas no site militante islâmico de língua árabe Al-Shamouk, segundo informa o instituto de análises britânico Quilliam.

De acordo com o site, indivíduos que dizem "apoiar e servir" à Al-Qaeda na Península Arábica, braço da rede Al-Qaeda no Iêmen, afirmam estar em fase final de produção do desenho, que mostraria, segundo eles, "atos heroicos", incluindo ações armadas.

"O filme animado (...) é uma história bastante emocionante que conta os fatos sobre quem desaponta a religião islâmica e o Profeta (Maomé)", diz o site islâmico, de acordo com o Quilliam. "Ele visa catalisar os jovens e as crianças a seguir os passos de figuras islâmicas 'jihadistas' (ligadas à "guerra santa"). Ele inclui incidentes reais e mostra ações heroicas dos guerreiros na península do Profeta", afirma a página.

O filme, segundo o texto, é uma "alternativa ao veneno que é transmitido por outros canais de TV às nossas crianças e jovens". De acordo com o Quilliam, a publicação no site Al-Shamouk foi assinado por uma pessoa que se identifica como Abu al-Laith al-Yemen.

O autor da publicação incluiu quatro imagens aparentemente tiradas da animação, e pediu aos usuários do site que façam comentários sobre o conteúdo.

'Novos métodos'

"Caso este filme surja de verdade ou não, isto mostra um desenvolvimento significativo na atitude da Al-Qaeda com a mídia e com o recrutamento", afirma o analista do Quilliam Noman Benotman, que já foi integrante de um grupo militante islâmico. "Eles estão tentando novos métodos para tornar o terrorismo emocionante para os jovens, e até para as crianças."

No entanto, o tiro pode sair pela culatra, segundo diz Benotman. "Muitos pais muçulmanos verão isto como uma tentativa direta da Al-Qaeda de criar divisões dentro das famílias e de abalar a autoridade dos pais", afirma o analista. Para ele, o suposto filme também pode ser a prova de que a Al-Qaeda está recorrendo a "truques", após passar por um período de descrédito.

Um consultor do governo americano, no entanto, tem dúvidas de que esta animação esteja realmente sendo feita. Will McCants, um especialista sobre islamismo militante, disse aos usuários de seu site que está "bastante cético" de que esta produção seja verdadeira.

"Mas se ela for legítima e parecida com as supostas imagens extraídas do filme e com o banner promocional que aparece embaixo delas, isto indicaria que (a Al-Qaeda na Península Arábica) está se tornando mais sofisticada em seus esforços para chegar aos jovens", disse McCants. "Agora, eles só precisam de alguns bonequinhos de brinquedo."

 

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
Al-QaedaterrorismoIêmen

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.