Al-Qaeda diz que Bin Laden vive e pede guerra aos EUA

Em uma mensagem gravada por um de seus porta-voz no Afeganistão, a rede extremista Al-Qaeda garantiu que seu líder, o milionário saudita no exílio Osama bin Laden, está vivo. A mensagem foi transmitida pela emissora de televisão árabe Al-Arabiya. Ela afirma que Bin Laden e o mulá Mohammed Omar, líder espiritual do grupo fundamentalista islâmico Taleban, estão bem e pedem aos muçulmanos que combatam as forças de ocupação americanas no Iraque. "O xeque Osama bin Laden e o mulá Omar estão bem", diz a voz atribuída a Abdel Rahman al-Nadji, porta-voz da Al-Qaeda no Afeganistão. A mensagem foi gravada numa fita de áudio e enviada à sede tevê via satélite Al-Arabiya, em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. Na mensagem, Al-Nadji exorta os muçulmanos a combaterem as tropas americanas no Iraque e comenta que "os americanos estão suplicando para que o mundo fique a seu lado no Iraque".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.