Al-Qaeda diz que drones dos EUA mataram dois líderes no Paquistão

Ataques de drones norte-americanos no Paquistão mataram dois líderes do braço da Al-Qaeda no sul da Ásia este ano, disse neste domingo um porta-voz dos militantes. A declaração confirma um grande retrocesso para os afiliados da Al-Qaeda meses após sua criação.

Estadão Conteúdo

12 de abril de 2015 | 13h04

Em mensagem de áudio, Usama Mahmood declarou que um ataque de drone realizado em 5 de janeiro matou Ubaidullah, líder encarregado da relação do grupo no Afeganistão. Um segundo ataque matou o vice-líder Raja Suleman. O porta-voz disse que ambos lutavam usando pseudônimos.

As informações correspondem com datas previamente reportadas pelos Estados Unidos de ataques de drones na região tribal do Paquistão, próximo da fronteira do Afeganistão. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAAl-Qaedaataque

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.