Al-Qaeda diz ser responsável pela explosão na Tunísia

A organização terrorista Al-Qaeda, dirigida pelo milionário saudita Osama Bin Laden, responsabilizou-se pela explosão ocorrida na última quinta-feira em uma sinagoga da Ilha tunisiana de Djerba, que deixou 15 mortos, informou o jornal árabe Al Quds Al Arabi, editado no Londres. O jornal disse ter recebido uma carta afirmando que "esta operação é uma resposta aos crimes israelenses contra as crianças do povo palestino na Cisjordânia e na Faixa de Gaza". A carta menciona que o suicida "é o herói e mártir Nizar Ben Mohamed Nawwar Zaif, o tunisiano".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.