Al-Qaeda do Iêmen nega que vice-chefe tenha sido morto

Um homem afirmando ser o número dois na hierarquia da Al-Qaeda no Iêmen divulgou um áudio negando os relatos de que teria sido morto em ataque de uma sonda militar não tripulada norte-americana.

AE, Agência Estado

22 de outubro de 2012 | 11h53

A autenticidade do áudio, supostamente feito por Saeed al-Shihri, não pôde ser confirmada. A gravação foi produzida pelo braço midiático da Al-Qaeda no Iêmen, o Al-Malahem, e postada na internet na noite de domingo. Quando líderes da organização são mortos, os militantes geralmente reportam o "martírio."

Autoridades iemenitas afirmaram que Al-Shihiri e seis outros que estavam no mesmo veículo foram mortos no dia 10 de setembro. O míssil provavelmente foi atirado por uma sonda militar não tripulada. O governo dos Estados Unidos não comenta este tipo de ataque.

No áudio, o líder da Al-Qaeda critica o governo do Iêmen por espalhar "o rumor sobre a minha morte... Como se a morte de um mujahedin nas mãos da América fosse uma vitória para o Islã e os muçulmanos". As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
IêmenAl-Qaedagravação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.