Al-Qaeda é expulsa de dois redutos no Iêmen

O grupo ligado à Al-Qaeda que atua no Iêmen foi expulso de dois importantes redutos no sul do país, que haviam sido tomados pelos insurgentes no ano passado, durante o vácuo de poder produzido pela manifestações que levaram à queda do ex-presidente Ali Abdullah Saleh.

AE, Agência Estado

12 de junho de 2012 | 11h53

O grupo militante diz que se retirou das cidades de Jaar e Zinjibar para "evitar um derramamento de sangue", mas também prometeu realizar ataques contra a capital, Sanaa.

Gamal al-Aqil, governador da província de Abyan, disse que as tropas iemenitas tomaram o controle de Zinjibar, a capital da província, após um mês de ofensiva.

"Zinjibar está totalmente" nas mãos das forças do governo, disse o general Mohammed al-Somali, comandante da 25ª Brigada Mecanizada, pouco depois de as tropas tomarem o controle de Jaar, que fica na mesma província. As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
IêmenA-Qaedaexpulsão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.