Al-Qaeda é suspeita de ação na fuga de terroristas

A agência mundial de polícia Interpol emitiu um alerta de segurança global em relação à suspeita de envolvimento do grupo terrorista Al-Qaeda em recentes fugas de prisões em nove países, entre eles Iraque, Líbia e Paquistão. O escritório da Interpol em Lyon, na França, disse que o alerta acontece após a "fuga de centenas de terroristas e outros criminosos" no último mês.

GABRIELA VIEIRA, Agência Estado

03 de agosto de 2013 | 11h56

A agência pediu ajuda a seus 190 países membros para "determinar se algum desses eventos recentes são coordenados e articulados" e transmitir imediatamente qualquer informação que possa ajudar a prevenir outro ataque. Segundo a Interpol, as últimas fugas aconteceram há 10 dias, nas prisões de Abu Ghraib e Taji, no Iraque.

O alerta da agência vem um dia após os EUA também emitirem um alerta de viagem em todo o mundo e ordenarem o fechamento temporário de embaixadas em países islâmicos. O motivo são possíveis planos de ataque por parte do grupo terrorista Al-Qaeda no Oriente Médio ou África do Norte neste mês de agosto. A Interpol destacou ainda que agosto é o mês de aniversário de atentados na Índia, Rússia e Indonésia.

Esta semana também marca o 15º aniversário dos ataques às embaixadas dos Estados Unidos na capital queniana, Nairobi, e Dar es Salaam, na Tanzânia, que mataram mais de 200 cidadãos (em sua maioria africanos) e deixaram milhares de feridos.

Além dos Estados Unidos, Alemanha e Grã-Bretanha também anunciaram que suas embaixadas no Iêmen seriam fechadas no domingo e na segunda-feira, por razões de segurança. Fonte: Dow Jones Newswires e Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
terrorismoAl-Qaeda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.