Al-Qaeda está longe de desistir, diz Petraeus

O diretor da CIA, David Petraeus, disse que a Al-Qaeda está mais fraca e que as agências de inteligência norte-americanas estão mais astutas desde os ataques de 11 de Setembro de 2001, mas que os terroristas estão longe de desistir.

AE, Agência Estado

13 Setembro 2011 | 14h10

Em sua primeira semana em seu novo cargo, Petraeus disse que a recente perda de Osama bin Laden e de outros integrantes pela Al-Qaeda abriu "uma importante janela de vulnerabilidade" que deve ser explorada.

Mas ele declarou que o braço do grupo no Iêmen "emergiu como o mais perigoso nódulo regional da jihad global" e se beneficiou da instabilidade polícia no Iêmen.

Em declarações feitas nesta terça-feira durante audiência de um comitê conjunto do Congresso sobre inteligência, Petraeus previu que os líderes da Al-Qaeda podem até mesmo fugir para o Afeganistão ou deixar o sul da Ásia para escapar da CIA, que quadruplicou a cobertura de ataques aéreos com aviões não tripulados no governo de Barack Obama.

Mas Petraeus e o diretor Nacional de Inteligência James Clapper disseram que os grupos ligados à Al-Qaeda no Iêmen e em outros locais estão cada vez mais ousados e perigosos. As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
EUA terrorismo Al-Qaeda Petraeus

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.