Al-Qaeda faz ameaças de atentados a Bulgária e Polônia

O Grupo Islâmico Tawhid, que afirma ser um dos ramos europeus da rede terrorista Al-Qaeda, anunciou em um comunicado na internet que fará atentados contra a Bulgária e a Polônia, se esses países não retirarem suas tropas do Iraque. O texto foi publicado nesta quarta-feira, em um site conhecido por frequentemente apresentar declarações da Al-Qaeda e de grupos relacionados. O comunicado afirma que Bulgária e Polônia ?pagariam o preço? pelas suas ações, assim como fizeram os Estados Unidos e a Espanha, numa referência aos ataques de setembro de 2001, em Nova York, e de março deste ano, em Madri. O grupo alega que tranformará a Bulgária ?em poças de sangue? e disse que o primeiro-ministro polonês Marek Belka escutará ?o som das explosões?, caso as nações não cedam a suas exigências.Em Varsóvia, o vice-ministro da Defesa da Polônia, Janusz Zemke, disse que o país pretende manter suas tropas no Iraque apesar das ameaças. O presidente búlgaro Georgi Parvanov declarou que também que não irá ceder às pressões terroristas.Até o momento, o Tawhid era totalmente desconhecido das autoridades. Ainda não existem informações suficientes para confirmar a existência do grupo e a veracidade do comunicado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.