Al-Qaeda: França deve negociar reféns com Bin Laden

O líder extremista islâmico Abu Mossab Abdelouadoud disse em uma mensagem de vídeo divulgada hoje pela TV Al-Jazira que o governo da França deve negociar diretamente com Osama bin Laden a libertação de cinco franceses sequestrados pela Al-Qaeda no Magreb Islâmico, franquia da rede terrorista no norte da África.

AE, Agência Estado

18 de novembro de 2010 | 20h43

"Qualquer negociação precisa ser feita com Osama bin Laden e obedecer às suas condições", diz uma voz atribuída a Abdelouadoud, um dos líderes da Al-Qaeda no Magreb Islâmico. O governo francês manifestou recentemente disposição de conversar com a Al-Qaeda na busca por uma solução para a crise.

Acredita-se que Bin Laden esteja escondido nas montanhas entre o Afeganistão e o Paquistão. Duas semanas atrás, o saudita divulgou uma mensagem na qual criticou o governo francês pela atuação do país na guerra contra o Taleban e pelo veto ao uso do véu islâmico integral no país europeu.

Na mensagem, Abdelouadoud voltou a pedir a retirada das tropas francesas do Afeganistão. "Se vocês quiserem garantir a segurança de seus cidadãos, saiam do Afeganistão", afirmou. A França mantém cerca de 3.800 soldados no país. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.