Al-Qaeda na Península Arábica assume autoria de atentados no Iêmen

Ataques simultâneos no sul do país deixaram 'dezenas de mortos e feridos', segundo rede extremista

Efe,

23 de julho de 2010 | 20h38

SANA- A rede terrorista Al-Qaeda na Península Arábica assumiu nesta sexta-feira, 23, a autoria de dois ataques simultâneos cometidos no último dia 14 contra as forças de segurança no sul do Iêmen que, segundo a versão do grupo, deixaram dezenas de mortos e feridos.

 

Veja também:

linkAl-Qaeda assume autoria de atentado duplo no Iraque

especialEspecial: As franquias da Al-Qaeda

 

Em comunicado divulgado em um site islâmico, a Al-Qaeda indicou que dois grupos de seus combatentes atacaram um quartel da Inteligência e uma delegacia de Polícia em Zanzibar, capital da província de Abyan, em atos que causaram a morte de dezenas de policiais e agentes secretos.

 

O Ministério da Defesa iemenita informou que um agente da Inteligência tinha morrido e outros cinco ficaram feridos em combates após o ataque contra o quartel dos serviços secretos. Houve também duas mortes de agressores.

 

Na ofensiva contra a delegacia de Polícia não foram registradas vítimas, de acordo com o Ministério da Defesa.

 

Em seu comunicado de hoje, o braço da Al-Qaeda na região explicou que os ataques foram em represália pela morte do líder da organização terrorista em Abyan junto a outro membro da Al-Qaeda, em um bombardeio aéreo em março passado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.