Al-Qaeda no Iraque "quebrou a espinha" dos EUA, diz Zawahiri

O número 2 da rede extremista Al-Qaeda, o egípcio Ayman Zawahiri, divulgou nesta sexta-feira um vídeo pela internet no qual afirma que a resistência islâmica "quebrou a espinha da América" em três anos de guerra no Iraque. A autenticidade da gravação, divulgada na mesma semana de uma mensagem de áudio atribuída ao milionário saudita no exílio Osama bin Laden, está sendo analisada por especialistas, mas ainda não pôde ser imediatamente confirmada, disseram fontes ocidentais. De acordo com Zawahri, as forças estrangeiras lideradas pelos Estados Unidos no Iraque "não colecionaram nada além de derrotas, desastres e infortúnios. Ele também denunciou como "traidores" os líderes de Arábia Saudita, Egito, Iraque e Jordânia e pediu aos muçulmanos que se insurjam e lutem contra eles.

Agencia Estado,

28 Abril 2006 | 22h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.