Al-Qaeda pode ter ativado célula nos EUA, diz CNN

Membros da rede terrorista Al-Qaeda entraram em contato recentemente com pelo menos seis supostos simpatizantes que vivem nos EUA, informou hoje a rede de TV americana CNN, citando altos funcionários do governo americano e do Paquistão. Esses contatos, segundo a emissora, podem estar relacionados ao planejamento de atentados. As informações provêm de documentos encontrados durante a prisão do especialista em informática Mohammad Naem Noor Khan, suposto membro da Al-Qaeda, capturado em meados de julho no Paquistão. Os funcionários paquistaneses informaram às autoridades ocidentais que ele mantinha contatos com supostos simpatizantes da Al-Qaeda nos EUA e na Grã-Bretanha.A CNN disse que os contatos foram mantidos nos últimos meses, acrescentando que as agências de inteligência não puderam especificar o conteúdo das mensagens nem esclarecer se os destinatários - cuja identidade os agentes não puderam precisar - integram uma célula terrorista em solo americano.Segundo as autoridades paquistanesas, Khan é suspeito de usar sua habilidade no manejo de computadores para ajudar o líder da Al-Qaeda, Osama bin Laden, a comunicar-se com outros membros da organização. De acordo com essas fontes, endereços de e-mail eram usados apenas duas ou três vezes pelos terroristas. Se a informação era realmente delicada, o endereço era usado uma única vez.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.