AFP PHOTO / US NAVY / Patrick NICHOLS
AFP PHOTO / US NAVY / Patrick NICHOLS

Al-Qaeda reivindica autoria de ataque que deixou três mortos nos Estados Unidos

Em dezembro, atirador invadiu base naval de Pensacola e foi morto pela polícia

Redação, O Estado de S.Paulo

02 de fevereiro de 2020 | 18h02

CAIRO - Uma gravação de áudio supostamente feita pelo grupo islâmico Al-Qaeda na Península Árabe (AQAP) reivindicou neste domingo, 2, responsabilidade pelo ataque ocorrido contra uma base naval dos Estados Unidos em dezembro, em Pensacola, na Flórida, mas sem apresentar evidências.

“Parabenizamos nossa nação muçulmana e apoiamos a operação do mártir heróico, o cavaleiro ousado Muhammad bin Saeed Al-Shamrani”, diz uma pessoa na gravação, divulgada pelo braço da Al-Qaeda no Iêmen. A Reuters não pôde verificar a autenticidade da gravação.

O ataque aconteceu no dia 6 de dezembro. Um membro da Força Aérea saudita que visitava os EUA para treinamento militar matou três pessoas e deixou outras oito feridas na base da Marinha em Pensacola. O atirador – Al-Shamrani – foi morto pela polícia que foi chamada à base.

Este foi o segundo incidente do gênero em uma instalação militar dos EUA em 24 horas. Na quinta-feira anterior, 5, um marinheiro abriu fogo contra colegas na base naval de Pearl Harbor, no Havaí, e matou ao menos duas pessoas, antes de cometer suicídio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.