Al-Qaeda reivindica responsabilidade por atentado na Argélia

Militantes dizem ser responsáveis por ataque a bomba que matou três pessoas nesta quarta-feira

REUTERS

02 de janeiro de 2008 | 16h28

Em vídeo transmitido nesta quarta-feira, 2, pela emissora de televisão Al Arabiya, o braço da Al-Qaeda no norte da África reivindicou a responsabilidade por um atentado suicida na Argélia. O locutor, que se identificou como Salah Abou Mohammad, um porta-voz do grupo, disse que um suicida jogou um caminhão carregado com pelo menos 500 quilos de explosivos contra um posto da polícia.   Segundo o Ministério do Interior argelino, três pessoas morreram e outras sete ficaram feridas no primeiro ataque na Argélia desde o atentado com duas bombas na capital Argel, que matou pelo menos 37 pessoas no dia 11 de dezembro, incluindo 17 funcionários da Organização das Nações Unidas (ONU).

Tudo o que sabemos sobre:
ARGELIAALQAEDAREIVINDICA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.