Al-Sadr ordena retirada de suas tropas de Najaf

O religioso radical xiita Muqtada al-Sadr ordenou que suas tropas abandonem as armas e deixem as cidades de Najaf e Kufa. A orientação foi dada após o acordo de paz mediado pelo principal dirigente xiita do Iraque, acertado nesta quinta-feira, para pôr fim a três semanas de combates entre a milícia Mahdi (comandada por al-Sadr) e tropas de coalizão encabeçadas pelos EUA.Al-Sadr emitiu a ordem por meio de um comunicado transmitido por auto-falantes instalados no santuário do Imã Ali, usado pelo radical como fortaleza durante os enfrentamentos. ?A todos os meus irmãos do exército Mahdi... vocês devem abandonar Kufa e Najaf sem suas armas, junto com as massas pacíficas?, disse. Dezenas de militantes cumpriram a ordem, empilhando seus fuzis. Milhares de homens leais a al-Sadr, contudo, ainda estão armados na cidade.O radical xiita aceitou o acordo de paz durante um encontro na noite desta quinta-feira com o grão-aiatolá Ali al-Sistani. O governo interino iraquiano também aceitou a trégua e as forças norte-americanas ordenaram o cessar-fogo. Nesta sexta, milhares de pessoas marcharam pelas ruas de Najaf em direção ao templo do Imã Ali, um dos lugares mais sagrados para os xiitas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.