Alarme falso para armas químicas em Washington

Pelo menos nove senadores estavam entre as 200 pessoas que foram evacuadas do Capitólio de Washington para uma garagem subterrânea após um alarme de que armas químicas estariam sendo utilizadas no local. O incidente ocorreu no início da noite da última quarta-feira, quando sensores do ar-condicionado do prédio Russel do senado detectaram uma substância neuro-ativa no ar. Parte do prédio foi evacuado e três horas depois foi constatado que o alarme era falso."Todos os resultados dos testes deram negativo, e isso é uma ótima notícia", disse a sargento da polícia do Capitólio, Kimberly Schneider.O senador Jeff Sessions, um dos que foram levados para a garagem, falou que "as pessoas que estavam no prédio evacuado seguiram as instruções prontamente. Não houve pânico, nem correria ou aborrecimentos."A policia disse que ninguém mostrou quaisquer sinais de estar infectado. Schneider não pode precisar o que foi que provocou o alarme, mas disse que pode ter sido algo inócuo, como uma substância de limpeza.Em outubro de 2001, um mês após o ataque terrorista às torres gêmeas, uma carta com antraz fez o Congresso parar com suas atividades e o prédio Hart do escritório do Senado ficou meses fechado para limpeza. Cinco pessoas morreram e outras 17 adoeceram devido o contato com o agente químico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.