Albânia extradita suposto chefe da máfia para Itália

Autoridades albanesas informaram que extraditaram para a Itália um suposto chefe da máfia procurado em seu país natal por crimes de sequestro e tráfico de drogas. Albino Prudentino, de 59 anos, foi levado para a Itália onde é acusado de ser dirigente da Sacra Corona Unita, organização criminosa sediada no sudeste do país.

AE, Agência Estado

11 de janeiro de 2011 | 18h02

A polícia da Albânia informou que Prudentino foi detido com base num mandado internacional de prisão no sudoeste do país. Um comunicado da polícia divulgado hoje afirma que entre 2005 e 2009 Prudentino esteve envolvido em atividades ilegais na cidade italiana de Brindisi e nos arredores. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.