Alemães protestam contra marcha neozista

Milhares de pessoas protestaram contra a marcha neonazista realizada hoje em Hagen, na parte oeste da Alemanha, por 250 extrema-direitistas. Cerca de 7.500 ativistas contra o movimento neonazista vieram protestar, superando a expectativa de 5 mil pessoas. O governador do estado de Renânia do Norte, Wolfgang Clement, pediu por uma manifestação pacífica, mas a polícia disse que 200 ativistas de esquerda tentaram quebrar a barreira e interromper a marcha neonazista.Essas demonstrações contra neonazismo são comuns na Alemanha, onde se tenta combater a onda de crimes de ódio que só piorou depois da reunificação alemã em 1990. Os neonazistas têm permissão para fazer demonstrações públicas, mas são proibidos de usar tambores, marchar em fileiras e usar uniformes. "Nós queremos evitar marchas uniformizadas porque isso iria assustar as pessoas", disse a policial Ute Hellmann.Enquanto isso, em Bavária, a polícia disse que um grupo de 40 neonazistas e jovens de origem russa iniciaram uma briga em uma boate na noite da última sexta-feira, ferimendo levemente duas pessoas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.