Alemães protestam contra planos de austeridade

Milhares de manifestantes se reuniram em Berlim e Stuttgart, neste sábado, para protestar contra os planos do governo da Alemanha para cortar gastos. Um porta-voz da polícia em Stuttgart informou que havia entre sete mil e 10 mil manifestantes na cidade. A polícia de Berlim não tinha estimativas sobre a multidão reunida.

AE, Agência Estado

12 de junho de 2010 | 16h19

Sindicatos e outros grupos envolvidos na manifestação afirmaram que havia 20 mil pessoas em cada uma das duas cidades, protestando contra os cortes nos benefícios sociais divulgados nesta semana. O líder sindicalista Frank Bsirske disse, em Stuttgart, que os protestos contra os planos do governo continuarão, pois eles são "antissociais e prejudiciais economicamente".

O governo da chanceler Angela Merkel divulgou na segunda-feira planos para cortar cerca de 80 bilhões do orçamento alemão até 2014. A administração argumenta que precisa combater o déficit orçamentário. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ProtestoAlemanhacrise

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.