Alemanha apreende armas e prende militantes de direita

Autoridades alemãs detiveram sete militantes de extrema direita depois de encontrar armas durante buscas realizadas em 15 casas, encerrando meses de investigações, informou a polícia. Não foi encontrada nenhuma evidência de que um ataque específico estivesse sendo planejado, mas acredita-se que o grupo pretendia "conspirar para subverter o sistema", prosseguiu a polícia por meio de um comunicado. Os sete homens foram detidos em Berlim. Foram inspecionadas 13 casas na capital alemã e duas em Brandemburgo. A polícia encontrou materiais de organizações proscritas de extrema direita, assim como armas de fogo, facas, porretes e explosivos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.