Alemanha descarta adesão a ataque contra Iraque

O chanceler alemão Gerhard Schroeder, do social-democrata SPD, descartou completamente a possibilidade de aderir a uma eventual guerra contra o Iraque. "A Alemanha não participará. Assim é e assim será", declarou Schroeder ao canal da televisão pública ARD. Segundo o chanceler, o Bundeswehr (Exército alemão) chegou ao limite no que se refere à presença de seus homens em cenários de crise. Nos últimos dias, Schroeder já havia expressado, em várias oportunidades, ser contra um ataque militar ao Iraque e a participação da Alemanha nesta iniciativa.

Agencia Estado,

09 Agosto 2002 | 16h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.