Kacper Pempel/Reuters
Kacper Pempel/Reuters

Alemanha doará € 60 milhões a Auschwitz na primeira visita de Merkel ao memorial 

Merkel anunciará a doação em uma cerimônia que marcará o 10º aniversário da Fundação Auschwitz-Birkenau

Redação, O Estado de S.Paulo

05 de dezembro de 2019 | 21h21

VARSÓVIA - Angela Merkel fará sua primeira visita ao Memorial Auschwitz-Birkenau na sexta-feira, 6, depois de 14 anos como chanceler alemã, levando uma doação de € 60 milhões para ajudar a conservar o local onde os nazistas montaram seu maior campo de extermínio, informou o museu.

Merkel não se furtou de admitir a responsabilidade da Alemanha por suas atrocidades na 2ª Guerra, mas sua visita mostra que ela segue os passos de chanceleres anteriores ao comparecer às instalações antes do final de seu mandato.

“Auschwitz é um museu, mas também é o maior cemitério do mundo... (a lembrança) é a chave para construir o presente e o futuro”, disse o diretor do museu, Piotr Cywinski, à agência Reuters antes da visita de Merkel a convite da Fundação Auschwitz.

Merkel anunciará a doação, metade da qual vem do governo federal da Alemanha e metade de governos regionais, em uma cerimônia que marcará o 10º aniversário da Fundação Auschwitz-Birkenau.

O dinheiro consolidará o lugar da Alemanha como maior doadora da fundação, que financia os esforços de conservação do local onde mais de um milhão de pessoas morreram no que então era a Polônia sob ocupação nazista.

Mais de 3 milhões dos 3,2 milhões de judeus poloneses foram mortos pelos nazistas, cerca de metade dos judeus dizimados no Holocausto. / REUTERS 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.