REUTERS/Murad Sezer
REUTERS/Murad Sezer

Alemanha fecha embaixada, consulado e escola na Turquia por alerta terrorista

Em e-mail enviado para seus cidadãos no país, consulado geral alemão em Istambul informou da 'advertência não verificável de forma conclusiva' sobre possibilidade de ataque extremista

O Estado de S. Paulo

17 de março de 2016 | 11h39

BERLIM - A embaixada da Alemanha na capital turca Ancara permanecerá fechada nesta quinta-feira, 17, como medida de segurança, após uma ameaça não verificável de forma conclusiva, que afetou também o consulado e o colégio alemão em Istambul, confirmou o Ministério das Relações Exteriores. A ameaça terrorista não mudou em relação aos últimos dias e após o atentado de domingo passado na capital da Turquia, que deixou 37 mortos, afirmou o Ministério.

O consulado geral da Alemanha em Istambul informou nesta manhã, em um e-mail dirigido aos cidadãos alemães residentes na Turquia que tanto a representação de seu país nessa cidade como o colégio alemão permanecerão fechados em consequência de uma suposta ameaça terrorista, que descreveu como uma "advertência não verificável de forma conclusiva".

"Por favor, evitem as imediações do consulado geral", afirmou a mensagem, que ressaltou que a representação diplomática, que fica perto da praça Taksim, permanecerá fechada como medida de precaução, assim como o colégio, próximo à região de Istiklal Caddesi.

Já na terça-feira a embaixada alemã em Ancara tinha advertido seus cidadãos sobre possíveis novos atentados na capital.

O Ministério de Relações Exteriores recomendou nesta quinta em sua página na internet que seus cidadãos aumentem as precauções em Istambul, Ancara e outras grandes cidades na Turquia e evitem as grandes aglomerações de gente, também em lugares públicos e turísticos, assim como não frequentem locais próximos de edifícios militares e governamentais.

Em janeiro, 12 turistas alemães perderam a vida em um atentado suicida em Istambul e atribuído ao grupo jihadista Estado Islâmico. / EFE

Tudo o que sabemos sobre:
TurquiaAlemanhaIstambulTerrorismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.