Alemanha investiga pichações anti-EUA e anti-Israel

Grupos não identificados picharam frases contra Israel e contra os Estados Unidos em um antigo campo de concentração nazista nos arredores de Munique, informou neste domingo a polícia alemã. Trinta e sete frases foram pichadas nas paredes das barracas dos prisioneiros em Dachau, onde hoje funciona um memorial contra o nazismo.Os pichadores, que utilizaram tinta laranja, aparentemente escalaram um muro de dois metros de altura durante a madrugada. A polícia diz não ter suspeitos, mas investiga a possibilidade de grupos neonazistas estarem vinculados com os ataques nos Estados Unidos ou que isto seja uma resposta às ameaças norte-americanas de punir os responsáveis pelos atentados de terça-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.