Alemanha pede ao Irã rapidez na decisão sobre crise nuclear

O ministro das Relações Exteriores iraniano, Manouchehr Mottaki, disse neste sábado que o Irã viu "pontos positivos", mas também tem dúvidas sobre o pacote de incentivos oferecido a Teerã, em uma tentativa de persuadir o país a desistir do programa de enriquecimento de urânio.Mottaki fez a declaração após conversar com o ministro das Relações Exteriores alemão, Frank-Walter Steinmeier, em um esforço para resolver o impasse sobre o programa nuclear iraniano. "Nós tivemos um conversa construtiva", disse Motakki. "Vimos pontos positivos na proposta e, ao mesmo tempo, há pontos que não estão claros e teremos perguntas a fazer sobre eles", continuou.Steinmeier advertiu que os dois lados estão "em uma fase decisiva: ou o conflito continua ou aproveitamos a chance para um acordo com o Irã". Ele acrescentou que espera uma resposta de Teerã "o mais rápido possível".A oferta dos cinco integrantes permanentes do Conselho de Segurança das Nações Unidas e da Alemanha tem o objetivo de persuadir o governo iraniano a suspender o enriquecimento de urânio, em troca de incentivos - incluindo uma oferta dos Estados Unidos de prover tecnologias nucleares pacíficas, suspender algumas sanções e engajar-se em negociações diretas com Teerã.Os Estados Unidos e seus aliados suspeitam que o programa de enriquecimento de urânio do Irã é um disfarce para o desenvolvimento de armamentos. Teerã insiste que o programa é limitado a fins pacíficos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.