Alemanha pede ao Irã recomeço de conversa sobre programa nuclear

O ministro das relações exteriores da Alemanha pediu neste domingo que o Irã faça "ofertas substanciais" para reiniciar conversas com as potências mundiais, e disse a Israel que permitir ao país islâmico que obtenha bombas "não é uma opção".

Reuters

09 de setembro de 2012 | 15h45

Os comentários de Guido Westerwelle, feitos durante uma visita a Jerusalém, ocorre após semanas de respostas retóricas de Israel sobre a possibilidade de uma incursão autônoma contra as instalações nucleares do Irã, e apelos do primeiro ministro israelense, Benjamin Netanyahu, para que as potências mundiais tracem ma "linha vermelha" até Teerã.

Westerwelle, cujo país, juntamente com França, Inglaterra, Rússia, China e Estados Unidos, realizou neste ano três rodadas inconclusivas de negociações com o Irã, afirmou ainda haver tempo para uma solução diplomática, mas advertiu que o Irã não deve tentar obter armas nucleares.

(Reportagem adicional de Allyn Fisher-Ilan)

Tudo o que sabemos sobre:
GERALALEMANHAIRANUCLEAR*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.