Alemanha prepara esquema de segurança para Cúpula do G8

A justiça da Alemanha fará julgamentos rápidos e aplicará multas de até ? 1.200 aos baderneiros que protestarem contra a Cúpula do Grupo dos Oito (G8) - formado pelos sete países mais industrializados do mundo e a Rússia -, de 6 a 8 de junho em Heiligendamm, no nordeste do país.A medida foi anunciada pela ministra da Justiça do Estado federado de Mecklemburgo-Antepomerania, Uta-Maria Kuder, em declarações à revista "Focus".As autoridades alemãs também prevêem 50 vagas em duas prisões perto de Rostock, para colocar os mais violentos. Cerca de 120 advogados de defesa prestarão seus serviços, caso seja necessário. Aproximadamente 16.000 policiais e 1.100 soldados e pessoal civil do Exército alemão ficarão responsáveis por manter a segurança durante o encontro.As autoridades alemãs estabelecerão um perímetro de segurança de 12 quilômetros ao redor da cidade. Participam da reunião do G8 os governantes de Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão, Rússia e Reino Unido.Durante a última Copa do Mundo, realizada no país ano passado, a justiça também preparou um esquema com os mecanismos necessários para julgar arruaceiros com rapidez.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.