Alemanha quer estender regra contra evasão fiscal na UE

Frankfurt, 27/04/2013 - Alemanha está abrindo um novo caminho na luta contra a evasão fiscal, disse neste sábado o ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schäuble, em entrevista à revista alemã Focus.

Agência Estado

27 de abril de 2013 | 14h49

O ministro das Finanças disse que as recentes mudanças na postura de Luxemburgo e Áustria na direção de revelar dados bancários oferecem a oportunidade de estender a diretiva de poupança da União Europeia (European Union Savings Directive). A diretiva requer que os países membros compartilhem informações sobre os rendimentos da poupança sob a forma de juros pagos para fins de tributação. Schäuble acredita que essa regra poderia valer para rendimentos obtidos com outros investimentos.

O próximo passo seria um mandato da UE para negociar com outros países, como a Suíça. A Alemanha está trabalhando com os países da Organização para a Cooperação Econômica e Desenvolvimento (OCDE) e outros para desenvolver um padrão para a troca de informações, acrescentou.

"Isso significa que países como a Suíça teriam de informar as autoridades fiscais alemãs sobre cidadãos alemães que possuam contas em bancos suíços. E, assim, nós saberíamos quem tem que pagar impostos", disse a revista. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
AlemanhaSchäubleevasão fiscal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.