Alemanha reconhece governo rebelde da Líbia

A Alemanha reconheceu o Conselho de Transição Nacional como o "único representante legítimo" do povo líbio, afirmou hoje o ministro de Relações Exteriores alemão Guido Westerwelle.

AE, Agência Estado

13 de junho de 2011 | 12h07

"O Conselho de Transição Nacional é o único representante legítimo do povo líbio", afirmou Westerwelle aos jornalistas, após reunião com autoridades do conselho, dentre eles o ministro de Relações Exteriores rebelde, Ali al-Essawi. "Nós queremos uma Líbia livre, em paz e uma democracia sem (Muamar) Kadafi", disse ele em Benghazi, reduto rebelde no leste líbio e a segunda maior cidade do país.

A Alemanha se tornou a 13ª nação a reconhecer o Conselho de Transição Nacional como "único representante legítimo" do povo líbio, após a Austrália, Grã-Bretanha, França, Gâmbia, Itália, Jordânia, Malta, Catar, Senegal, Espanha, Emirados Árabes Unidos e Estados Unidos. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.