Ina Fassbender/ AFP
Ina Fassbender/ AFP

Alemanha registra primeiro caso suspeito da nova variante Ômicron

Ministro da região de Hesse, no Oeste do país, afirmou que mutações do coronavírus foram identificadas em passageiro de um voo chegado da África do Sul

Redação, O Estado de S.Paulo

27 de novembro de 2021 | 10h33
Atualizado 27 de novembro de 2021 | 10h45

BERLIM - Tentando conter o maior surto de infecções por covid-19 desde o início da pandemia, a Alemanha notificou o primeiro caso suspeito da variante Ômicron, inicialmente identificada no sul do continente africano, informaram autoridades regionais de saúde.

De acordo com o ministro para Assuntos Sociais da região de Hesse, no Oeste do país, mutações do coronavírus foram identificadas em um passageiro de um voo chegado da África do Sul.

"Ontem à noite, várias mutações típicas da Ômicron foram encontradas em um passageiro voltando da África do Sul", afirmou o ministro em uma publicação nas redes sociais. E completou: "Parece muito possível que a variante tenha chegado a Alemanha".

A possível chegada da nova variante, considerada "preocupante" pela Organização Mundial da Saúde, é mais um motivo de temor para as autoridades alemãs, que tentam controlar o maior número de infecções desde o começo da pandemia. Nesta semana, o país ultrapassou a marca dos 100 mil mortos e quebrou o recorde de novos casos diários, com 75.961 registrados na quinta-feira, 25./ REUTERS e AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.