Alemanha rejeita elaboração de uma nova oferta ao Irã

O ministro de Relações Exteriores da Alemanha, Frank-Walter Steinmeier, rejeitou a possibilidade de uma nova e melhorada oferta ao Irã para que abandone o seu programa nuclear. "Oferecemos ao Irã uma ampla e extensa cooperação", destaca Steinmeier em declarações ao jornal "Die Welt". O diplomata ressalta que não lembra "país algum que no passado recente tenha recebido uma oferta assim".O representante da diplomacia alemã diz que a comunidade internacional espera agora um sinal claro das autoridades de Teerã que possibilite o início das conversas sobre a oferta realizada.Apesar do encontro em Berlim, na quarta e na quinta-feira, entre o Alto Representante da União Européia para Política Externa e de Segurança, Javier Solana, e o ministro de Relações Exteriores iraniano, Ali Larijani, Steinmeier afirma que ainda não há condiçõesde se falar de negociações.Primeiro Teerã deve "esclarecer, sem deixar lugar a dúvidas, que seu programa nuclear tem exclusivamente fins pacíficos", disse Steinmeier. Ele advertiu que, além disso, o tempo que resta para o retorno à mesa de negociações é limitado.O encontro entre Solana e Larijani na capital alemã não apresentou resultados claros. Mas ambos se mostraram otimistas e garantiram ter feito progressos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.