Alemanha: social-democratas participarão de coalizão

Os membros do Partido Social-Democrata (SPD), principal sigla de centro-esquerda da Alemanha, aprovaram a formação de uma coalização de governo com a chanceler Angela Merkel, abrindo caminho para ela iniciar seu terceiro mandato à frente de uma nova coalizão.

AE, Agência Estado

14 de dezembro de 2013 | 12h37

O referendo entre os social-democratas marcou a conclusão do mais longo esforço para formar um governo na Alemanha no período pós-Segunda Guerra Mundial. Ele prepara o terreno para Parlamento reeleger Merkel na terça-feira.

A senadora social-democrata Barbara Hendricks anunciou neste sábado que três quartos dos integrantes da sigla que votaram aprovaram a entrada em uma "grande coalizão" de governo de direita e esquerda.

A União democrata-cristã (CDU), de Merkel, venceu em 22 de setembro as eleições, mas ficou aquém da maioria necessária e viu seus parceiros de coalizão anteriores perderem os seus lugares no parlamento, o que forçou a busca por novos aliados. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
alemanhagovernocoalizão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.