Alemanha vai ajudar EUA no combate ao terrorismo

O chanceler alemão Gerhard Schroeder colocou à disposição 3.900 soldados para apoiar a luta dos EUA contra o terrorismo, atendendo a um pedido feito pelo governo norte-americano. O chefe de governo alemão, contudo, destacou que não haverá participação da Força Aérea alemã nos bombardeios contra alvos no Afeganistão e nem o envio de tropas para operações terrestres no território afegão. O pedido envolve a concessão de ajuda no combate a armas nucleares, biológicas e químicas; serviços médicos, forças especiais, transporte aéreo e forças navais para proteção de navios. Segundo Schroeder, a Alemanha está pronta para oferecer esse auxílio, mas informou que cabe ao parlamento alemão autorizar o uso desses aparatos. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.